Blog

23/12/20

Startup traz conceito de “home market” para condomínios na Grande Florianópolis

Startup traz conceito de “home market” para condomínios na Grande Florianópolis

Fast4You inicia operação em setembro oferecendo compras em lojas físicas dentro de residenciais por meio de aplicativo. Serviço tem atraído também o interesse de construtoras.

O conceito de Home Market em condomínios residenciais e comerciais, com a instalação de lojas físicas oferecendo produtos do dia a dia, compras via aplicativo e sugestão de ofertas personalizadas é o nicho que a startup Fast4You Market começa a testar na Grande Florianópolis nos próximos meses.

As primeiras unidades começam a funcionar em setembro, em condomínios da Capital e de São José. A empresa também tem parceria com algumas construtoras, que já estão incluindo em novos projetos este modelo de loja de conveniência, além de adaptar outros empreendimentos em uso com o serviço.

Como lembra a empreendedora Daiane Vanoni, responsável pela novidade na região, este modelo autoatendimento é uma prática cada vez mais comum mundo afora, mas “o que fizemos foi adaptar o conceito para espaços menores para melhor gestão deste tipo de negócio aqui no Brasil”.

O momento da pandemia, por um lado, atrasou um pouco a implantação dos primeiros projetos, já que as assembleias de condomínio ficaram suspensas e agora começaram a ser retomadas online. Por outro, pode ajudar a disseminar um modelo de serviço baseado na comodidade e com um foco no uso da tecnologia, por meio do aplicativo onde são feitas as compras.

“A ideia surgiu de uma necessidade, já que as compras por aplicativos com entrega agendada começaram a demorar cada vez mais para chegar e ir ao supermercado acabava com o pouco tempo que restava no dia. Agora geramos inovação por trabalhar com o perfil individualizado de compra, conforto por disponibilizar produtos de qualidade a qualquer hora e qualquer dia, segurança em período de quarentena que viabiliza aos moradores não frequentar supermercados com alto fluxo de pessoas, o conforto de não precisar enfrentar filas, valorização do imóvel por ter uma conveniência dentro do empreendimento, entre outros fatores”, resume Daiane.

O condomínio não tem custo para ter uma loja, basta disponibilizar um espaço para a montagem da operação. “Temos dois modelos, um formato para condomínios acima de 100 unidades e outro pocket para condomínios abaixo de 100 unidades, o que muda é o mix de produtos, pois adaptamos conforme a demanda. Este mix varia entre 150 e 600 itens diversificados”, explica Daiane. Para o abastecimento das lojas, os contratos são feitos diretamente como fornecedores como Nestlé, Coca-Cola, Unilever e distribuidores multimarcas.

A fundadora da startup fez carreira por mais de 20 anos na área corporativa, atuando em grandes empresas do varejo e da indústria como Wal Mart, Natura e Coca-Cola e agora segue um antigo desejo de empreender a partir da expertise de logística e atendimento ao cliente. “Nosso plano de expansão prevê outras cidades e estados em breve”, resume Daiane.

Fonte: https://scinova.com.br/startup-traz-conceito-de-home-market-para-condominios-na-grande-florianopolis/

Whatsapp